Voltar para Página Home

Aplicativo permite que voluntários ajudem pessoas com deficiência visual à distância

Um aplicativo gratuito propõe que voluntários auxiliem pessoas com deficiência visual em algumas tarefas rotineiras que não sejam acessíveis. Se precisar checar a bula de um remédio e não tiver ninguém por perto, por exemplo, o usuário pode pedir a colaboração de alguém e ser atendido prontamente. Baixe em bemyeyes.org/.


O programa “Be My Eyes” (“seja meus olhos”, em tradução livre) foi desenvolvido na Dinamarca e está disponível para smartphones que funcionem com sistema iOS, da Apple. É recomendável que tanto pessoas com deficiência quanto voluntários tenham boa conexão com a internet, pois o serviço usa chamadas de vídeo online.


Ao baixar o aplicativo, o cadastro pede que os usuários informem se têm deficiência visual ou são voluntários. No primeiro caso, o programa funciona com recursos de acessibilidade que permitem ao cego fazer uma chamada quando julgar necessário. No segundo, basta escolher o idioma que quer ser contatado e aguardar a ligação, que pode acontecer a qualquer hora.


Quando precisar, a pessoa com deficiência aperta um único botão. O aplicativo busca alguém online para auxiliá-la e estabelece a chamada de vídeo, funcionando como uma ponte entre as duas pessoas. Então o cego mostra ao voluntário o objeto ou o ambiente do qual precisa de informações e pronto. Mais de 480 mil pessoas usam o serviço, entre os quais 30 mil são cegos. Ao todo, o programa já prestou auxílio quase 200 mil vezes.


Para baixar o “Be My Eyes”, basta procurar o aplicativo na Apple Store. O site do serviço, em inglês, tem mais informações: bemyeyes.org/.

Acesso ao Canal Mais Diferenças no Youtube Perfil Mais Diferenças no Twitter Perfil do Mais Diferenças no Facebook Perfil do Mais Diferenças no Flickr
md@md.org.br

Rua Lisboa, 445 – Cerqueira César – São Paulo – SP
Cep: 05413-000 / Fone: 55+ (11) 3881 4610